domingo, novembro 19, 2006

Porque não consigo esquecer...







Passou ontem um ano
e a Pátria esqueceu-se de ti
A paz que servias já não se lembra
Os que o país governam
preferem não lembrar…cobardes!
porque não lhes importas
és um número que desapareceu
um militar que morreu…

Para nós, os que juraram dar a vida
Esse bem dado p’los nossos pais
Sabemos como a deste
Juraste e cumpriste
Por isso te elevas acima de tudo
e de todos
Porque como diz o poema
“És militar, homem e comando!”

Até um dia João!

Mama Sumae!

14 Comments:

Anonymous de jesus manuel said...

Um poema cheio de sentimentos.A vida è assim .È feita de pequenos nadas mas com muito valor por quem os vive.

19 novembro, 2006 16:34  
Blogger Su@vissima said...

Pergunto-me...da justeza da troca de uma vida, pela sensação do dever cumprido..:(

Um beijo daqui.

19 novembro, 2006 21:19  
Blogger Lumife said...

A cada passagem pelo teu sítio tomamos conhecimento de mais um atropelo à dignidade dos cidadãos.

Não desistas nunca.

Um abraço

19 novembro, 2006 22:54  
Blogger António Lisboa Gonçalves said...

Companheiro!
Onde estão os politiqueiros que apareceram a falar nos media quando este HERÓI morreu ao serviço da Pátria, tal como Jurou fazer um dia?
E ainda não pagaram a pensão porquê?
VERGONHOSO!!!!!
Um abraço.

19 novembro, 2006 23:01  
Blogger DIGNIDADE said...

Olá Manel!
Tanta saudade!... De ti, das tuas memórias, dos teus companheiros...
O João será eterno na memória daqueles que o amam e tu estás a imortalizá-lo, desta forma tão singela que te é tão própria.
Os governantes ou os "cães mandantes", não sabem o que é a honra nem o valor de um juramento, nem a crença numa causa, porque são seres menores, porque só trajam o uniforme dos cobardes e dos oportunistas...é-lhes indiferente o índividuo, tudo são números que eles fingem gerir e porque são incapazes: nunca souberam fazer nada e não têm vergonha, por isso calam, omitem, escondem, reinventam e escondem-se.
Mas a ti e ao teu amigo (que tem o nome dos homens da minha vida:o meu filho, o meu companheiro, o meu irmão, o meu pai e o meu avô), Homens honrados, meus Heróis, presto a minha sentida homenagem!
Um bj!

20 novembro, 2006 01:32  
Blogger Henrique Santos said...

Um abração Manel,
Já consigo ultrapassar o vírus e já posso visitar a malta. Será? Tenho de falar baixinho não vá o gajo acordar...
Quem deveria acordar era a Pátria que tanto amamos e se esquece daqueles que a servem com HONRA.
Bele homenagem, ao teu nível.
Vou passear por aí a matar saudades.
Um abração, Ricky

20 novembro, 2006 16:41  
Blogger O Transmontano said...

Grande Manel!!!! Grande Bambino!!!!
És um autêntico Arauto da indignação....No meio de tanta revolta, tanta sede de vingança que sinto e, por paradoxal que possa parecer, sinto uma honra muito grande em ti, em mim e em todos que como nós, e já são poucos, não calam a indignação e não têm medo.....
Este teu lugar na net, deixa-me feliz com coisas tristes....Pelo menos, tens, temos, a coragem de mostrar a estes políticos, a estes entrevistadores de televisão e entrevistadoras, e, aos anormais dos generais que temos e que têm a lamentável missão de servir o poder, e não de se servirem do poder para derrubar um poder fálico, e a indignação é tanta, e com a tua licença e as minhas desculpas a quem te visita, a um poder fálico de de filhos de puta que se dizem democratas....
Perdão a todos que isto lerem e a ti as minhas sinceras desculpas....
Podes sempre remover o post, estás no teu direito e eu não ficarei triste, compreenderei...
Porém, quando o fizeres, já eu disparei a metralhadora na cobardia dos sacanas dos políticos e dos chefinhos militarecos da CEE...
E para que não te seja imputada a mínima responsabilidade e para que não tenhas que depor e denunciar a identidade de quem fez o comentário, poupo à in(justiça) esse trabalho, mostrando porque sou militar, porque sou Homem e porque tenho Honra e não Medo...
Quem jurou dar a vida pela Pátria, que medo poderá ter de uns homenzitos vestidos de negro que frequentaram o CEJ, muitos deles por cunha?
Chamo-me, José Neves Rodrigues e tenho a Honra de ser Sargento Mor do Exército Português, infelizmente mal comandado, o Exército, claro...
O meu sincero abraço de Amizade....

20 novembro, 2006 20:36  
Blogger Zica Cabral said...

Manel há que seculos que não te visito (nem a ti nem a ninguem nem sequer aos meus bloguinhos) Mas hoje, qualquer coisa me fez lembrar de ti e aqui estou para te mandar um grande beijo

22 novembro, 2006 08:57  
Blogger Barão da Tróia II said...

Bonita homenagem a um verdadeiro herói de Portugal. Mais um dos esquecidos como os ossos de outros 3 mil que apodrecem em terras de além quando podiam descansar no torrão natal, mas a Corja não quer saber, a Corja só vela pelos seus com gordas sabujices e tachos à discrição.

Mama Sumae Camaradas

22 novembro, 2006 17:41  
Blogger DIGNIDADE said...

Olá Manel!
Desculpa a ousadia de me servir deste teu espaço para felicitar também outros "Amigos" como o Transmontano (já que não consigo aceder ao blog dele e aprecio a sua firmeza), o Ant. Lisboa Gonçalves e o Barão de Tróia.
Espero que hoje te sintas um pouco melhor e que voltes a "aparecer" brevemente, aqui no teu monte.
Um bj!

23 novembro, 2006 02:47  
Blogger Um Poema said...

Enquanto soubermos glorificar os nossos HEROIS, a Pátria não os esquecerá. Porque a PÁTRIA somos nós e não os "políticos e os militarecos" (parafraseando O TRANSMONTANO, a quem saúdo). Esses são apenas uma mal conseguida imitação 'filipina'. Um dia, como aconteceu a Miguel Vasconcelos, a sua hora chegará.

25 novembro, 2006 23:23  
Blogger Menina_marota said...

"...Passou ontem um ano
e a Pátria esqueceu-se de ti..."

e a minha tristeza aumenta,

"... chora Portugal, chora...nada te resta, a não seres chorares de indignação..."

Estas palavras foram ditas, no funeral há anos, de um familiar meu, que morreu na guerra do Ultramar...

Um abraço solidário e caloroso

26 novembro, 2006 13:34  
Blogger adesenhar said...

Até um dia João!

faço coro contigo Manel

Mama Sumae!

27 novembro, 2006 11:52  
Anonymous Felix said...

Presente

14 fevereiro, 2007 00:09  

Enviar um comentário

<< Home